PL 11184/2018 – Educação-Prevenção as drogas
31 de outubro de 2019
18 de Novembro- Conselheiros Tutelares
18 de novembro de 2019

“Pai dos pobres não rouba a nação!”, diz Sóstenes em debate sobre prisão em segunda instância

O deputado federal Sóstenes Cavalcante (DEM-RJ) fez um discurso acalorado na noite desta segunda-feira (11), durante a reunião da Comissão de Constituição e Justiça e de Cidadania que debateu a Proposta de Emenda à Constituição (PEC) 410/18, que permite a prisão após condenação em segunda instância. Foram cerca de seis horas de obstrução por deputados da oposição.

Sóstenes inicialmente fez um apelo ao colegiado que votassem a PEC, pois durante o fim de semana ouviu dos populares a insatisfação com a decisão do STF em soltar o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva. “Eu vivi nesse fim de semana a cobrança do que o povo brasileiro sente. O sentimento de impunidade causando pelo STF. Nós trocamos nossos voos para segunda-feira e estamos dispostos a entrar madrugada adentrar para dá uma resposta à sociedade brasileira”, declarou Sóstenes.

Em seguida, Sóstenes rebateu os argumentos da oposição. “Todo Brasil sabe que quem profissionalizou a corrupção nesse país foi o desgoverno que passou 16 anos instaurando corrupção, quebrando a Petrobrás, Fundos de Pensão, ai vem pra cá com esse discursinho de que não tem nada a ver com isso”.

“Saquearam tudo! Roubaram tudo! Quebraram o país! Quebraram a nossa economia e vem com o discurso que não tem nada a ver, que tem que soltar bandido, tem que soltar quem tá na cadeia.”, bradou.

O parlamentar continuou. “Não!! Nós não vamos ficar silentes com aqueles que quebraram e fizeram arruaça com a economia brasileira! Não passarão aqui com esse discursinho fácil não! O Brasil sabe o que aconteceu nos 16 anos que essa quadrilha se instaurou no Palácio. Cooptou esse parlamento, com mensalão, com Petrolão e todo  “ão” que existia.”

 “Agora querem vir dizer que são os pais dos pobres? Pai de pobre não rouba a nação! Pai de pobre não rouba a dignidade daqueles que estão nas filas de um hospital esperando a saúde que o PT roubou, que os aliados e puxadinhos que estão aqui obstruindo essa votação roubaram. Cada um assuma sua responsabilidade ou irresponsabilidade com esse país! A História não vai deixar nenhum deles impune!”, finalizou.

veja o vídeo abaixo:

Compartilhe