Sóstenes faz duras críticas a opositores da intervenção federal no RJ
22 de fevereiro de 2018
Agilidade no processo de Adoção agora é Lei
2 de março de 2018

Rio453anos: em discurso, Sóstenes fala dos problemas e da esperança de um RJ melhor

Durante sessão na Câmara dos Deputados, deputado federal Sóstenes Cavalcante (DEM-RJ) fez uso da tribuna para parabenizar o Rio de Janeiro, pelos seus 453 anos. A data é comemora no dia 1º de março.

Sóstenes iniciou seu discurso enfatizando as característica da “cidade Maravilhosa”. “Realmente, devemos olhar para aquela capital como uma das mais belas cidades do mundo. Deus proporcionou ao Rio de Janeiro as belezas naturais que ali existem. Tenho certeza de que aqueles que nasceram naquela terra ou que foram abraçados pelo Rio de Janeiro têm uma terra que acolhe cidadãos de todos os Estados do Brasil, de todos os países do mundo, de maneira muito singela, em especial pela beleza turística e geográfica daquele lugar”, destacou.

De acordo com o parlamentar, lamentavelmente, os moradores do Estado tem pouco a comemora diante de tanta violência e problemas em vários setores. “A realidade é que não temos muito a comemorar pelos desafios que são cotidianos e que já vêm de vários governos. E nada foi resolvido no nosso Município. Entendo que a maior dificuldade que ora atravessamos é a questão da segurança pública ou da insegurança que o cidadão tem hoje no Rio de Janeiro. Na nossa capital, ficamos nós, os cidadãos de bem, aquartelados nas nossas casas, com medo de sair muitas vezes por causa de assaltos, de violência, o que é muito comum em muitos lugares ou em todos os lugares da cidade, lamentavelmente”.
Ainda em seu discurso, o deputado disse que a esperança é que com a intervenção federal vigente no Estado, a situação de violência seja amenizada, mas ponderou que os problemas da segurança pública só serão resolvidos quando a Polícia Civil, a Polícia Militar for fortalecida, valorizada, mais bem remunerada e treinada, com equipamentos de ponta. “Não podemos ver a nossa Polícia Civil sem papel para imprimir um boletim de ocorrência, ou a Polícia Militar sem um carro digno para fazer o seu trabalho”.

Sóstenes ainda apontou outras áreas que sofrem com diversas deficiências.  “As políticas estruturantes de saúde e educação na nossa cidade do Rio de Janeiro são caóticas. É lamentável vermos uma fila sem fim de pessoas que aguardam cirurgias, aguardam por exames, aguardam por atenção básica na saúde, aguardam, inclusive, um local para colocar seus filhos, uma creche, para que os pais possam trabalhar.
É lamentável vivermos 453 anos do Rio de Janeiro com esta realidade, mas eu acredito que no cidadão carioca e que a força do povo daquela cidade vão reverter este quadro em especial nas comunidades, na Zona Oeste, na Zona Norte, na Zona Sul e também em todas as regiões do nosso querido Rio de Janeiro”, finalizou

 

Compartilhe